História

Tudo começou há 50 anos
à porta do Santuário de Fátima

A história da Manulena começa há 50 anos quando Manuel Pedro Custódio, um homem determinado e ambicioso, começou a ir de bicicleta à porta das igrejas e do Santuário de Fátima para vender as velas de culto que ele próprio produzia. Fundada em 1968, rapidamente fez crescer o negócio e, das velas religiosas e de iluminação, a Manulena avançou para linhas de decoração, ambiente e, já recentemente, para a cosmética. De pais para filhos, a empresa cresceu sempre de forma sustentável e com elevados padrões de excelência. Isto permitiu exportar para as melhores marcas internacionais de exigentes mercados de luxo como o Reino Unido, Espanha, França, Alemanha e Estados Unidos, numa quantidade que corresponde já a mais de metade da sua faturação. O objetivo é continuar a apostar no investimento tecnológico e humano e, assim, cumprir a missão de fazer crescer a empresa e de preservar o nome e a história alcançados ao longo destes 50 anos de atividade.

pedro-custodio-1968 Manuel Pedro Custódio em 1955
1968

FUNDAÇÃO DA MANULENA

1990

INTRODUÇÃO DE MÁQUINAS NO PROCESO PRODUTIVO

1996

INTRODUÇÃO DE VELAS DECORATIVAS E AROMÁTICAS.
PROMOÇÃO INTERNACIONAL

1997

REGISTO DA MARCA SENSIA

2000

CRIAÇÃO DE UMA NOVA UNIDADE FABRIL E ARMAZÉNS

2006

INTRODUÇÃO DE MÁQUINAS NO PROCESSO PRODUTIVO

2012

CERTIFICAÇÃO ISO 9001:2008

2015

INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO NA ÁREA DOS AMBIENTADORES. DESENVOLVIMENTO DA UNIDADE DE SERIGRAFIA, PINTURA E DECALQUE

2016

INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO NA ÁREA DA COSMÉTICA